(14) 3815-6064 | (14) 3815-4102



Acesse nossa página no Facebook Home
Joanna de Ângelis

O Núcleo Assistencial “Joanna de Ângelis” de Botucatu tem opção clara pelo fortalecimento da célula familiar que é social e economicamente carente, através da qual acredita que poderá favorecer a mudança de hábitos. Para isto, promove junto aos inscritos, o surgimento de condições básicas para o desenvolvimento de processos de auto-estima, proporcionando interesse pelo trabalho digno, desenvolvendo processos de auxílio, apoio e compreensão intra-familiares e melhor entrosamento comunitário.



Missão

A Entidade tem como objetivos a proteção à família, à maternidade, à infância, à adolescência e à velhice; o amparo às crianças, adolescentes e idosos sócio, cultural e economicamente desfavorecidos (carentes) ; a promoção da integração ao mercado de trabalho e da inclusão social, através da melhoria da auto-estima, do auto-conceito e da auto-imagem, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade ou quaisquer outras formas de discriminação, prestando sempre serviços permanentes e gratuitos (Artigos 2 e 3 dos Estatutos).


Histórico

Em 10 de Setembro de 1990 a Instituição, através de um grupo formado por pessoas idealistas desejou firmar suas atividades assistenciais, adquirindo lotes de terreno no Jardim Brasil, onde residiam alguns reeducandos da Cadeia Pública do município, que recebiam visitas há algum tempo de membros da Instituição. que procurava levar-lhes apoio moral e diretrizes para reintegração à sociedade.

Procurou-se conhecer as condições familiares das pessoas que frequentavam as atividades estabelecidas no local, entrevistando-as, orientado-as e servindo-lhes singelo lanche, ao mesmo tempo que era proporcionado às crianças atendimento e orientação. A partir daí, foram feitas avaliações e detectadas as necessidades familiares, os problemas enfrentados por essa população, principalmente a evasão e o insucesso escolar, os baixos níveis de auto-estima, auto-conceito e vários fatores de risco (gravidez precoce, uso e tráfico de drogas, criminalidade, a baixa escolaridade dos pais, problemas com embriaguez e empregabilidade, o que afetava o relacionamento intra e inter-familiar. Para esse atendimento foi implantado, a partir de 1996, o Centro de Atendimento Comunitário (Unidade de Prestação de Serviços nº 4930 junto à Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo), que atende crianças e adolescentes que se encontram na faixa etária deste Projeto, e também crianças de 0 a 5 anos de idade.

Desenvolvido por Rafael Gomes